Rock in Rio Lisboa 2022
Rock in Rio Lisboa 2022. Foto: Actigamer

O Rock in Rio Lisboa está finalmente de volta à Cidade do Rock, nos dias 18, 19, 25 e 26 de junho de 2022. Com novas propostas, mais palcos e muitas surpresas para descobrir. Na passada quinta-feira fomos até ao Parque da Bela Vista para uma antevisão à imprensa da 9ª edição do Rock in Rio Lisboa, um evento que contou com a apresentação de Roberta Medina, e a presença de muitas caras conhecidas.

Depois de dois adiamentos consecutivos, o festival regressa pronto para voltar a abrir as suas portas e, através da música e do entretenimento, dar palco a conversas relevantes que contribuem para a construção de um futuro melhor.

Acreditando que esse futuro deve ser construído hoje, o Rock in Rio vem agora reforçar o seu compromisso em ir ainda mais longe, anunciando um conjunto de metas de sustentabilidade até 2030 que visam aumentar o seu impacto positivo nos pilares social, ambiental e económico.

Para materializar estas metas e provocar conversas que o festival acredita serem cada vez mais relevantes na construção de um futuro mais sustentável, o Rock in Rio Lisboa também transformou a Cidade do Rock num espelho daquela que é a sua visão de mundo melhor.

Neste sentido, o público pode esperar novos espaços e novas conversas no recinto do festival que, nos dias 18, 19, 25 e 26 de junho de 2022, voltará a reverberar muita música, entretenimento, humor, alegria, amor e esperança.

Roberta Medina, Vice-Presidente Executiva do Rock in Rio:

“2022 será com certeza um ano muito especial para o Rock in Rio. Celebraremos as edições de Portugal e Brasil no mesmo ano, abriremos portas a uma Cidade do Rock com novas propostas, novos palcos e conversas relevantes, e voltaremos a fazer o mesmo que fizemos em 1985 – iluminar a plateia e mostrar que o espetáculo só existe quando se soma o todo.”

Metas de Sustentabilidade Rock in Rio até 2030

O Rock in Rio não é só música. Como festival de referência mobilizador de milhares de fãs, assume um importante papel na promoção de ideias e comportamentos sociais. Este ano, quando comemora os 20 anos do projeto “Por um Mundo Melhor”, o Rock in Rio assume publicamente, pela primeira vez, o compromisso de ir ainda mais longe nesta sua missão, anunciando um conjunto de metas de sustentabilidade.

Os esforços do festival no caminho da sustentabilidade não são novidade. Há 15 anos foi o primeiro festival a compensar a sua Pegada Carbónica e a ter a certificação ISO 20121 – Eventos Sustentáveis. Faz parte do legado do festival a redução do consumo de combustível em 62%, atingiu o estatuto Lixo Zero nas edições de Lisboa e conseguiu reduzir 10 toneladas de resíduos em 2018 com a adoção do copo reutilizável. Facilitou o acesso à saúde a mais de 500.000 pessoas e investiu 35 milhões de euros em projetos sociais e ambientais que beneficiaram 1 milhão de pessoas. O Rock in Rio apoiou mais de 200 entidades, financiaram 28 projetos da UNESCO e auxiliam 56.000 beneficiários anualmente, em todo o mundo.

Agora, a ação do Rock in Rio não se esgota, e até 2030 o festival estabelece metas ambiciosas centradas nas temáticas que considera mais relevantes: educação, sistemas alimentares, alterações climáticas, economia circular, inclusão e pluralidade.

Rock in Rio 2022 - Metas 2030

Para concretizar estas metas, o Rock in Rio começou a implementar desde já várias iniciativas, como:

  • Promover estágios no festival para pessoas em situação de carência económica e social, dando-lhes uma perspetiva de futuro e preparando-os para o mercado dos eventos;
  • Reduzir na geração de resíduos, eliminando a embalagem primária, incentivando a economia circular entre os parceiros na Cidade do Rock;
  • Promover alimentos sazonais e locais, promover a dose certa para evitar desperdício de alimentos e continuar a doar as sobras alimentares;
  • Melhorar a acessibilidade e deixar de forma vincada na comunidade que o Rock in Rio é um evento para todos;
  • Promover o descanso, a hidratação e a alimentação adequadas entre todas as equipas presentes na Cidade do Rock;
  • Envolver na política de sustentabilidade do festival, através de campanhas dedicadas, todos os parceiros.

Dora Palma, Sustainability Manager do Rock in Rio:

“Para cada edição definiremos metas intermédias – passos para alcançarmos as metas de 2030, suportados pelo nosso Plano de Sustentabilidade onde reuniremos as ações que nos comprometemos a implementar. Este Plano é distribuído por todos os nossos parceiros e estará, também, disponível no nosso site, assim como a Política de Sustentabilidade e outras ferramentas às quais todos podem ter acesso para se inspirarem nos seus projetos e dia-a-dia.”

Rock In Rio Lisboa 2022

De olhos postos no Futuro

Palco Mundo

O palco que celebra a música é o grande protagonista do Rock in Rio. Aqui passarão astros como Foo Fighters, Duran Duran, a-ha, Black Eyed Peas, Ellie Goulding, Post Malone, Anitta, Jason Derulo. A organização revelou que ainda falta anunciar ‘algo grande’ que irá abrir o festival. Podemos apostar em nomes como Dua Lipa, confirmada para o Rock in Rio no Brasil, ou Justin Bieber que também atua no Brasil em 2022.

Rock In Rio 2022

CARTAZ 18 JUNHO

Foo Fighters The National Liam Gallagher

CARTAZ 19 JUNHO

Black Eyed Peas Ellie Goulding Ivete Sangalo David Carreira

CARTAZ 25 JUNHO

Duran Duran A-ha Xutos & Pontapés Bush

CARTAZ 26 JUNHO

Post Malone Anitta Jason Derulo HMB

Galp Music Valley

A nova Cidade do Rock é muito mais do que música. A preocupação na sustentabilidade estará presente no Galp Music Valley, com um um novo design de palco, atividades e ativações em redor do mesmo, onde serão explorados conceitos, dicas e sugestões de atitudes urbanas, saudáveis e sustentáveis, que estão na base das conversas que abordam as “cidades do futuro” – como transição energética, mobilidade sustentável ou sistemas alimentares.

O futuro é hoje, e por isso é urgente adaptar os grandes centros urbanos para que em 2050 sejam capazes de acolher dois terços da população (como apontam vários estudos).

Teresa Abecasis, Administradora Galp:

“A Galp está alinhada com a missão do Rock in Rio e tem no seu propósito o objetivo ‘Juntos vamos regenerar o futuro’. Iremos transportar para este ambiente de festa o movimento de transformação e de transição energética que estamos a fazer enquanto empresa contribuindo para a mobilidade sustentável dos festivaleiros e com energia verde que irá alimentar a nossa presença no evento.”

A música continua a ser a energia transformadora deste palco e é, também, através desta que o Galp Music Valley procura despertar consciências, dando espaço a diversas vozes e diferentes visões.

Já foram confirmados alguns dos artistas que irão atuar no palco Galp Music Valley, estando ainda outros artistas por anunciar.

CARTAZ 18 JUNHO

Linda Martini: Nasceram em 2003 e são uma banda de Rock. Desde a edição do primeiro EP, em 2006, que a banda tem sido bastante acarinhada pelo público e pela imprensa, com várias distinções de “disco do ano”, presenças em espaços de antena e em festivais. Lançou recentemente três temas que irão integrar o seu próximo álbum – “E não sobrou ninguém”, “Horário de Verão” e “Taxonomia”;

Linda Martini

The Black Mamba: Formados em maio de 2010, a química e experiência dos músicos permitiu construírem um trabalho que passa pelo universo do blues, soul e funk. A banda cujo percurso ficou inevitavelmente marcado pela vitória do Festival da Canção, em 2021, como intérpretes da canção composta por Pedro Tatanka, “Love Is On My Side”. A banda alcançou o 12.º lugar na grande final, com a segunda melhor pontuação de sempre de Portugal na Eurovisão. A atuação recebeu elogios vindos de todo o mundo e publicações como o New York Times;

The Black Mamba

Moullinex & Xinobi: Moulinex, o alter-ego de Luís Clara Gomes e Bruno Cardoso, que dá vida a Xinobi, têm mais do que uma forte amizade – ambos são apaixonados pela música e com um caminho comum. Trabalharam juntos a vida toda, tocam juntos pelo muito inteiro e participam nos temas um do outro diversas vezes. Em 2011 lançaram “X-Marks The Spot” e só gravaram juntos novamente oito anos depois, com o tema “Azul”, que ficou marcado por ter sido o 100.º lançamento da Disxcotecas.

Moullinex & Xinobi

CARTAZ 19 JUNHO

Edu Monteiro: Produtor e compositor de 24 anos, nascido em Beja. A sua primeira aparição na música começou como candidato no Factor X, onde formou um grupo chamado Aurora e percorreu Portugal de Norte a Sul. Atualmente, tem estado a trabalhar nas suas próprias edições, tendo lançado o seu single “You”, que foi escrito como forma de presente para a namorada que fazia anos e estava longe.

IZA: Carioca de 31 anos e publicitária de formação, foi há quatro anos que decidiu arriscar e abdicar da sua carreira para entrar no mundo da música. Começou o seu percurso na Internet, ao criar um canal de YouTube, onde interpretou músicas de Sam Smith, Major Lazer, Adele, Demi Lovato, Prince e muito mais. Durante a pandemia, IZA dedicou-se a compor e gravar músicas para o segundo álbum, programado para o fim de 2021. É uma das maiores vozes da música atual brasileira com uma legião de fãs que a segue não apenas pelo seu percurso musical mas por ser já reconhecida como líder da nova geração;

IZA

Bárbara Tinoco: Cantora e compositora de 22 anos, nasceu em Lisboa e estuda Ciências Musicais na Faculdade Nova de Ciências Sociais e Humanas. Autodidata na guitarra e no canto, foi em 2018 que deu que falar na sua muito breve passagem pela fase de casting do programa The Voice Portugal, onde, embora não tendo sido selecionada, teve a oportunidade de mostrar um tema original: “Antes Dela Dizer Que Sim”, que lançou em 2019 como o seu single de estreia. A estreia de Bárbara Tinoco nos Coliseus de Lisboa e Porto está já marcada para Novembro de 2021;

Bárbara Tinoco

Funk Orchestra: Criada em 2018 para homenagear os 30 anos do movimento funk no Brasil, a Funk Orquestra entrou para a história da música pop brasileira ao transformar o Rock in Rio 2019 num baile funk. Além dos protagonistas 2FAb e Paolozzi, a Funk Orquestra é formada por 15 jovens músicos, parte deles oriundos de projetos sociais em comunidades do Rio de Janeiro. Com um espetáculo que cabe tanto nas mais célebres salas de concertos do mundo quanto nas favelas que enfrentam as maiores dificuldades.

Funk Orquestra

CARTAZ 25 JUNHO

Delfins: Formados em 1985, os Delfins são um dos maiores casos de sucesso na música portuguesa dos anos 90. 25 anos depois, o grupo terminou a sua carreira, para voltar em 2020 com cinco datas especiais que vão constituir a digressão Celebração. Dez anos depois da despedida dos palcos, os Delfins são uma referência para muitos jovens artistas que estão a renovar a música portuguesa, procurando referências e inspirações neste icónico grupo da história da música portuguesa. 35 anos depois, o grupo que conquistou os primeiros lugares das tabelas de vendas, volta agora aos palcos com uma digressão especial que definiu 2021 como um ano de celebração.

Delfins

Ney Matogrosso: Cantor, compositor, dançarino, ator e diretor artístico tem-se destacado por um estilo fora do comum e performances exóticas em palco. É considerado como um dos maiores intérpretes do Brasil. Após o fim do grupo Secos e Molhados, enveredou por uma próspera carreira a solo, com o lançamento de Água do Céu – Pássaro, em 1975. Explorando sempre o seu carisma e sensualidade, o cantor brasileiro já arrecadou ao longo da sua carreira três discos de platina e três discos de ouro.

Ney Matogrosso

CARTAZ 26 JUNHO

Mundo Segundo & Sam The Kid: Uma ligação que vem de longe e que se moldou em palco. Um de Gaia, outro de Chelas, e uma história longa de dedicação às rimas e batidas, ao ponto de serem ambos sinónimos de hip hop. “Irmão de rap”, Mundo Segundo e Sam The Kid juntaram-se para fazer um álbum a duas vozes e quatro mãos que promete ficar para a história do hip hop nacional, do qual três temas já são conhecidos. “Tu não sabes” e “Também faz parte” acumulam, em conjunto, mais de 8 milhões de visualizações. “Brasa”, o novo single a ser desvendado pela dupla, promete incendiar o YouTube.

Mundo Segundo & Sam The Kid

MC Rebecca: Tem 23 anos e já é um fenómeno no entretenimento brasileiro. Mesmo tendo uma trajetória musical recente, é uma artista completa em ascensão, sendo cantora, dançarina e apresentadora. Começou a ter aulas de samba aos 10 anos, na escola. Mais tarde, foi apelidada de “Rainha das Passistas”. Com incentivo familiar, dedicou-se aos estudos para se transformar numa artista de alta performance. Em 2018, com apenas 20 anos, conquistou a atenção do público com o seu primeiro single “Cai de boca”, que contou com composição da cantora Ludmilla. Recentemente, a cantora dá início a um novo passo na sua carreira: passa agora a ser representada pela Sony Music.

Mc Rebecca

Rock Street

A Rock Street é um dos espaços mais emblemáticos do festival e que já conquistou a preferência dos que visitam a Cidade do Rock. Um espaço onde a experiência é verdadeiramente imersiva e onde o visitante está no centro do entretenimento, entre fachadas coloridas inspiradas na arquitetura de um determinado local, animação de rua e concertos em palco.

Depois de já ter passado pelo Reino Unido, Brasil, África e outras regiões do mundo, a nova Rock Street chega, agora, a abraçar o mundo e a sua pluralidade cultural, numa viagem sem barreiras geográficas. Nesta rua tão eclética, abrir-se-ão as portas ao universo da World Music e apresentar-se-á um palco, uma cenografia e uma proposta artística que espelham a riqueza da pluralidade, seja ela em idade, género, raça, nacionalidade ou visão.

Palco Yorn

É um novo palco na Cidade do Rock e propõe-se a dar luz a talentos escondidos e a ampliar horizontes. O Palco Yorn chega com um look fresco e urbano, uma nova proposta de programação que combina diferentes formatos de entretenimento e que traz um olhar voltado para a comunidade, iluminando os seus talentos e promovendo os sonhos.

Super Bock Digital Stage

Um dos grandes sucessos da última edição do Rock in Rio Lisboa também estará de volta. O palco que deu espaço ao mundo digital apresenta, este ano, um upgrade, abordando com muito humor alguns dos temas mais complexos do universo onde temos vivido mais nos últimos tempos – o digital.

Neste palco serão abordados temas como a inclusão digital, através de diferentes formatos de entretenimento, mantendo a missão de trazer para o offline alguns dos fenómenos do online.

Game Square

Foi em 2017 que o Rock in Rio introduziu o gaming no festival, sendo o primeiro na indústria a dar este passo. Uma estratégia que se revelou vencedora, com este conteúdo a ganhar cada vez mais protagonismo e a sair da Cidade do Rock para viver enquanto evento próprio (tanto no Brasil, com o Game XP, como em Portugal, com o Worten Game City).

Em 2022, o gaming volta ao Rock in Rio Lisboa. Este é o “palco” que aproxima gerações e linguagens. Assim como a música é considerada linguagem universal, nos dias que correm também o gaming o é. Neste espaço da Cidade do Rock, vai ser vivido o lado positivo e energético do gaming, mostrando como este aproxima pessoas – independentemente da idade, género, geografia – e abordando temas como a importância de aprendermos novas linguagens.

ESC Online Sports Bar

A estrear-se na Cidade do Rock estará o ESC Online Sports Bar, um espaço que para além das ativações previstas em torno do mundo do desporto vai promover o ambiente de fairplay, fazendo a ponte entre a importância de uma atitude positiva não só no jogo, como para a construção de um futuro melhor.

Continente Chef’s Garden

Já é sabido que a gastronomia é um dos pontos em que o festival tanto tem apostado ao longo das últimas edições, com o público a procurar soluções cada vez mais diversificadas. Este ano, há um novo espaço dedicado a esta temática – o Continente Chef’s Garden – que promete trazer sabor e consciência para a mesa, com propostas de vários chefs portugueses que têm em consideração temáticas tão atuais como os sistemas alimentares e a alimentação saudável, sustentável e diversa.

Roda Gigante

Um dos ícones do Rock in Rio e uma das experiências que, depois desta edição, nunca mais será a mesma. O spot com a vista mais incrível da Cidade do Rock, de onde se vê o melhor pôr-do-sol de Lisboa, regressa ainda mais especial, com várias surpresas.

Em junho de 2022 uma das diversões preferidas dos festivaleiros vai finalmente ver a luz do dia e chegará com duas novidades: celebra a entrada do Pisca-Pisca no Rock in Rio Lisboa e traz consigo uma nova dinâmica, com cabines surpresa e diferentes experiências e prémios em cada uma.

7UP Slide

Se há coisa que é necessário ter quando se fala de desafios e metas, é coragem. Junto ao Palco Mundo esta qualidade fala ainda mais alto, mais concretamente a 15 metros de altura, onde os festivaleiros vão poder continuar a dar o “salto” mais corajoso da Cidade do Rock, no 7Up Slide.

Tables & Rooftops

Além da área VIP, e a pensar nos diversos públicos que visitam a Cidade do Rock, haverá dois tipos de espaços premium, o Rock in Rio Premium Club (Tables) e Rooftops, além de todos os pontos de alimentação espalhados pelo recinto, áreas de lazer e diversos pontos de ativação de marca com as mais variadas atividades e surpresas.

Bilhetes Rock In Rio Lisboa 2022

Bilhete diário: 74 €
Passe de fim de semana: 121 € (1º fim de semana esgotado)
Os bilhetes estão disponíveis para venda no site oficial do Rock in Rio e parceiros.
BILHETES DE 2020 E 2021
Todos os tipos de bilhetes (diários, passes de fim de semana, passaporte família e pacotes integrado com transportes) adquiridos para a 9ª edição do Rock in Rio Lisboa (datados para 2020 ou 2021) serão automaticamente válidos para as novas datas, não sendo necessário nenhuma validação neste momento. O reembolso já não é possível.
21/06/2020 ou 19/06/2021 – nova data: 18/06/2022 Foo Fighters
20/06/2020 ou 20/06/2021 – nova data: 19/06/2022 The Black Eyed Peas
27/06/2020 ou 26/06/2021 – nova data: 25/06/2022 Duran Duran
28/06/2020 ou 27/06/2021 – nova data: 26/06/2022 Post MalonePasse 20 e 21 Jun 2020 ou Passe 19 e 20 Jun 2021 – nova data: 18 e 19 Jun 2022
Passe 27 e 28 Jun 2020 ou Passe 26 e 27 Jun 2021 – nova data: 25 e 26 Jun 2022
A Cidade do Rock volta ao Parque da Bela Vista nos dias 18, 19, 25 e 26 de junho de 2022.