Dr Disrespect já reagiu ao ban da Twitch

    0

    Dr Disrespect, a popular personalidade da Internet, foi banida da plataforma de streaming Twitch sem explicação a 26 de junho, para grande surpresa dos fãs e outros streamers. De imediato, as justificações multiplicaram-se nas redes sociais, em teorias que sugeriam uma operação de marketing, uso de bots de visualização, até ao habitual comportamento mais agressivo da personagem de Herschel Beahm IV, e que levou a uma ação judicial obrigando a plataforma a fechar o seu canal.

    Um representante da Twitch disse à Polygon que o streamer teria violado as Diretrizes da Comunidade e os Termos de Serviço da plataforma, não especificado mais detalhes.

    Como habitual, tomamos as medidas apropriadas quando temos evidências de que um streamer violou as nossas Diretrizes da Comunidade ou Termos de Serviço“, diz o comunicado, e “isto aplica-se a todos os streamers, independentemente do status ou destaque na comunidade.

    Dr Disrespect
    Dr Disrespect. Imagem: Twitter / @drdisrespect

    A declaração ambígua deixou os fãs a questionar a razão exata do ban de Dr. Disrespect, e nem este parece mais esclarecido. Numa publicação recente no Twitter, o streamer disse que não sabia porque motivo o seu canal teria sido encerrado.

    Clube dos Campeões“, twittou o streamer, “a Twitch não me notificou sobre o motivo específico da sua decisão… Forte abraço a todos pelo apoio durante este período difícil“.

    Não é a primeira vez que Dr Disrespect foi banido da plataforma. Em 2019 recebeu um ban temporário por streaming a partir de uma casa de banho pública, durante a E3.

    Agora, a Twitch afirma ter banido um dos seus mais valiosos streamers de forma permanente, acabando por ser uma ação ousada da empresa, especialmente considerando a sua popularidade. Antes do seu canal ter sido fechado, o streamer tinha mais de 4 milhões de seguidores.

    Dr Disrespect
    Dr Disrespect. Imagem: Twitter / @drdisrespect

    Esta notícia surge após o anúncio do Mixer decidir fechar a sua plataforma e migrar para o Facebook Gaming. Esta decisão permite que os contratos com as principais estrelas do Mixer, como Ninja e Shroud, sejam anulados deixando-os livres para se juntarem à Twitch ou realizarem novos contratos com uma plataforma de streaming diferente.

    Dr Disrespect, 3 janeiro 2020, na Twitch:

    Actigamer